Para jornalista, novela ‘A Favorita’ não se encaixa no horário nobre

Graças ao sucesso que conseguiu no horário das sete da Globo com Cobras & Lagartos, em 2006, João Emanuel Carneiro conseguiu adentrar o restrito grupo de autores de novelas das oito da emissora. Na época, o folhetim alcançou média de 38 pontos e ressuscitou a faixa de programação que tinha amargado 27 pontos com Bang Bang. Mas, com A Favorita, João Emanuel não tem dado a mesma sorte.

Sua transição para o horário nobre tem sido marcada por uma audiência insatisfatória. A produção registra 37 pontos de média com 54% de participação. É um resultado bem aquém do razoável para a emissora. João Emanuel traz um frescor que é bom para o gênero do folhetim.

Mas, se levado ao exagero, não se encaixa no horário das oito, que pede mais drama, histórias sólidas e muito romance. Uma trama com comédia leve e tom de farsa, como retratar a falsa e caricata homossexualidade de Halley, de Cauã Reymond, por exemplo, só se encaixaria num horário das sete, apropriado ao gênero.

A relação entre o jornalista Zé Bob, de Carmo Dalla Vecchia, e a perua Donatela, de Cláudia Raia, também é um exemplo de trama muito ingênua para o horário. Os dois brigam como gato e rato toda vez que se encontram, se beijam.

Dessa forma, poucos capítulos depois da novela ter começado, a história já passou de engraçada a cansativa. Romance água-com-açúcar cheio de desencontros pode até funcionar no horário das sete. Mas, às oito, ou melhor, às nove, pede-se paixões ardentes e noites de amor.

Até agora, os dois, no máximo, beijaram-se voluptuosamente. Lentidão incoerente para personagens que não são, nem de longe, puros ou inocentes. Parece mais namorico de adolescentes. E esse é só o caso mais descarado, mas não é o único.

O núcleo mais explícito, que quase beira a comédia pastelão, é mesmo dos personagens Halley e Orlandinho, de Cauã Reymond e Iran Malfitano, respectivamente.

Os dois descambam para a comédia e discutem o homossexualismo de maneira totalmente grotesca, bem diferente do que foi feito em absolutamente todas as novelas das oito anteriores, que se propunham a um enfoque mais sério e construtivo. Nas tramas que envolvem também a agência de publicidade, encabeçada por Mário Gomes no papel de Gurgel, o excesso de graça beira o inverossímil.

Fica claro que o personagem tem o intuito de mostrar a pilantragem que muitas vezes envolve o mundo da política. Mas já é fantasia demais acreditar que um deputado precavido como o Romildo Rosa, de Milton Gonçalves, se deixe levar por um profissional tão atrapalhado. Dava para diminuir o tom nesse caso.

Exceto Cauã Reymond, que carrega nas tintas em sua interpretação e tem uma parcela de culpa nos exageros, em nenhum dos outros casos a responsabilidade é dos atores. Todos estão seguros em suas performances. O problema é que colocados em diversas situações, ficam ridículos. E vale destacar aqui que Cláudia Raia é o melhor nome para comprovar essa tese.

Nas cenas em que Donatela não aparece com Zé Bob, a atriz consegue transmitir com perfeição o estilo das novas ricas do interior que, mesmo depois de endinheiradas, não perdem os trejeitos espalhafatosos e exagerados de quando não eram habituadas ao luxo.

A composição corporal de Cláudia é brilhante nesse papel. Só continua sendo difícil não ter a certeza de que ela é a vilã da história.

João Emanuel, aliás, foi ousado ao desenvolver uma história que não tem heroína e vilã predeterminadas. Pois esses são pontos de apoio para o público mergulhar na história e ter prazer em acompanhá-la.

Já que ele preferiu inovar com uma estratégia diferente – o que é sempre bom -, não pode temer mudar um pouco, só um pouco, o estilo que o consagrou em outra faixa de horário.

Sua novela é dinâmica, tem bons personagens de peso e coadjuvantes que fazem a diferença. É fácil se divertir com A Favorita. Mas, de tão leve, o folhetim parece frágil, porque permite que a atenção escape.

A novela de João Emanuel está longe de ser ruim. Só precisa de adaptações. E, por mais que tempo na TV seja valioso, o autor ainda está no período de fazer ajustes.

Gabriela Germano

Anúncios

19 Comentários

Arquivado em Audiência, Audiência e TV

19 Respostas para “Para jornalista, novela ‘A Favorita’ não se encaixa no horário nobre

  1. wesley

    essa novela tem cara de ser das sete, eu só vi uma vez e achei sem graça, mas pelo menos a globo não tá apelando como a recopia tem feito em algumas novelas

  2. e os mutantes é a revolução da teledramaturgia brasileira, né???

    ah, me poupe.

    a favorita é uma maravilha de novela.

  3. Pedro, não acho que A Favorita seja uma maravilha de novela não, mas eu tambem quase ainda não assisti.

  4. Djalma

    Nossa quanta inveja, pra que tanto para uma novela, vamos escrever sobre a política do Brasil isso sim me interessa!!!!

  5. é isso aí, djalma!!! vamos parar de dar uma de mutantes e sermos inteligentes?

  6. raphael

    SBT tenta, novamente, contratar Datena para apresentar “Aqui Agora”

    O empresário Silvio Santos voltou a procurar o jornalista e apresentador José Luiz Datena para apresentar a nova versão do “Aqui Agora”, que saiu do ar por baixa audiência e deve voltar a ser exibido para enfrentar a Band e a Record.

    O âncora do “Brasil Urgente”, famoso por gritar no ar contra políticos e policiais, já havia sido procurado pelo dono do SBT em novembro de 2007 mas, na época, negou a proposta e, em entrevista à imprensa, disse estar cansado de apresentar programas policiais e que se fosse pra fazer a mesma coisa que ele fazia na Band, preferia ficar na emissora do Morumbi.

    Datena tem contrato com a TV Bandeirantes até 2011 e, caso ele não aceite a oferta de Silvio Santos, Herbert de Souza, que foi âncora do “Aqui Agora” antes da atração sair do ar, deve retomar o comando do programa.

    Com informações da Folha Online.

  7. raphael

    Falando nisso Cuba: “SBT Realidade” registra bons índices

    O “SBT Realidade” registrou 5,7 pontos de média na madrugada de quarta (25/06) para quinta-feira (26/06) com picos de 8. O jornalístico de Ana Paula Padrão explorou Cuba agora sem Fidel Castro no comando da ilha,A partir desta segunda feira o programa passa a ser apresentado todas as segundas feiras logo após “Pantanal” com isso se espera o efeito cascata para Ana Paula Padrão

  8. raphael

    O SBT divulgou sua grade de programação a partir da próxima segunda, 30. Confira:

    Segunda
    17h00 – O Privilégio de Amar –
    18h00 – Chiquititas 2008
    18h45 – Chaves
    19h10 – Eu, a Patroa e as Crianças (2 episódios)
    20h00 – SBT Show: Hebe
    21h30 – SBT Brasil
    22h00 – Pantanal
    23h30 – SBT Realidade
    Terça
    17h00 – O Privilégio de Amar –
    18h00 – Chiquititas 2008
    18h45 – Chaves
    19h10 – Eu, a Patroa e as Crianças (2 episódios)
    20h00 – SBT Show: Nada Além da Verdade
    21h00 – SBT Brasil
    22h00 – Pantanal
    23h30 – Cine Espetacular
    Quarta
    17h00 – O Privilégio de Amar –
    18h00 – Chiquititas 2008
    18h45 – Chaves
    19h10 – Eu, a Patroa e as Crianças (2 episódios)
    20h00 – SBT Show: Astros
    21h00 – SBT Brasil
    21h45 – Pantanal
    23h30 – SBT Repórter
    Quinta
    17h00 – O Privilégio de Amar –
    18h00 – Chiquititas 2008
    18h45 – Chaves
    19h10 – Eu, a Patroa e as Crianças (2 episódios)
    20h00 – SBT Show: A Praça é Nossa
    21h30 – SBT Brasil
    22h00 – Pantanal
    23h30 – Grey’s Anatomy – Estréia
    Sexta
    17h00 – O Privilégio de Amar – 18h00 – Chiquititas 2008
    18h45 – Chaves
    19h10 – Eu, a Patroa e as Crianças (2 episódios)
    20h00 – SBT Show: Topa ou não Topa
    21h00 – SBT Brasil
    22h00 – Pantanal
    23h30 – Tela de Sucessos
    Sábado
    17h00 – O Privilégio de Amar –
    18h00 – Chiquititas 2008
    18h45 – Chaves
    19h10 – Eu, a Patroa e as Crianças (2 episódios)
    20h00 – SBT Show: Supernanny
    21h00 – SBT Brasil
    22h00 – Pantanal
    23h30 – Uma Hora de Sucessos – programa do mês, com Zezé diCamargo e Luciano

  9. raphael

    Quase Confirmado : Ratinho vai ocupar 3 horas das tardes de Sábado.

    Segundo o jornalita “José Alves Netto”, o apresentador Ratinho vai ocupar 3 horas na faixa vespertina de sábado no SBT.
    Entre 14h e 19h15 horário ainda não definido pelo Silvio Santos . Nesta semana Ratinho vem a São Paulo para ter uma reunião com o patrão e acertar detalhes e formatos da atração. Créditos a parceira:: Audiencia e tv

  10. imp@rcial

    A novela A Favorita pode estar encontrando dificuldades em atingir o patamar desejado pela cúpula da globo, mas não que seja ruim ou o horário ideal seria o da 7 da noite! É que vivemos uma outra realidade! Quem esperava que a Record lançaria Os Mutantes na mesma faixa? É aguardar e esperar para que essa febre (mania) acabe! O mais, a trama é boa, segundo minha esposa!

  11. Alla

    a va toma no c… raphael aqui e da globo va faze propaganda em outro lugar

  12. Mel lux

    Não acho a noela a Favorita estar no horário certo.
    Aúnica coisa o figurino deveria ser melhor, anda meio feio.
    As mulheres estão muito masculinas.
    Falta o casal da novel.
    Tem muito cabelo cumprido e barba para fazer, precisa melhor.

  13. regiane

    Concordo com Mel lux…olhaa as Roupas da Laraaa,por elaa ser rica e jovem,deveria andar um pouquiiim melhor…Num achaaa?

  14. ERICK

    7:00 esse é o horário ideal para a NÃO TÃO FAVORITA ASSIM.

  15. “Para jornalista, novela ‘A favorita’ não se encaixa no horário nobre”. Pensam dessa forma porque, a novela nunca passou de 42 pontos no ibope; pois se tivesse chegado a 63 pontos como foi ” senhora do destino”.Diriam que acertaram em colocar a novela no horário nobre. É uma pena que a maioria das emissoras do país só se enteressam por audiência.

  16. Sónia

    Não sei onde o director de programas da sic anda com os cornos!!! Uma novela de qualidade como a favorita ser exibida às 00h00 e terminar de madrugada? Mas como é q querem q a novela tenha audiências àquela hora?As pessoas trabalham no dia seguinte e têm de se levantar cedo, mesmo q adorem a novela não a podem ver porque o anormal do director de programas da sic não deixa! Só um retardado para colocar a porcaria dos malukos do riso num horário nobre!!!! Eu pergunto Quem acha graça naquela porcaria q já passou de prazo?!!!Só mesmo a sic!!poupem-nos! Não admira perderem as audiências todas para a TVI !! De certeza que o director de programas deles é muito mais inteligente e pensa nos telespectadores, coisa que não acontece com o da sic que brinca com as pessoas colocando a novela de melhor qualidade num horário de merda…!!

  17. andrea

    acho as novelas do sbt sao sem graça.

  18. Renata

    Errou feio, heim Gabriela?!
    A novela “A Favorita”, de João Emanuel Carneiro, é comprovadamente um sucesso! Todos, homens, mulheres, adultos, adolescentes, idosos, estão acompanhando o desenrolar da história; perder um capítulo é deixar de assistir cenas belíssimas e sempre importantes p/ a trama. Todos querem ver a vilã pagar pelos seus crimes. E, além do pto central da novela, há as histórias paralelas que não são menos interessantes.
    “A Favorita” é, sem dúvida, uma excelente novela q resgatou ex-noveleiros q andavam desestimulados c/ os enredos insossos das novelas atuais. C/ exceção das novelas do Manoel Carlos, a gde maioria das novelas (das 18, 19 e 21 horas; s/ contar c/ as das outras emissoras q são absurdas e surreais) é composta de histórias chatas, incongruentes e pouco atrativas.
    Mto obrigada ao autor João Emanuel Carneiro por deixar as nossas noites televisivas bem mais agradáveis!!!!!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s